Usuários de Linux agora podem assistir Netflix em qualquer navegador

Demorou anos, mas finalmente aconteceu! Nesta terça-feira (22), a Netflix anunciou que agora é 100% compatível com o Linux e seus usuários podem curtir séries e filmes independente do navegador que escolham na plataforma.

O serviço de vídeos sempre teve dificuldades de lidar com o sistema operacional livre e fornecer conteúdo multimídia criptografado para seus usuários, um problema que começou a ser resolvido em 2014 com o Google Chrome.

Naquela época, o navegador do Google passou a oferecer suporte não-oficial à decodificação de dados para exibir filmes e séries para os fãs do pinguim. Mesmo assim, havia um tremendo inconveniente: os usuários tinham de se certificar de estar utilizando uma versão específica do navegador antes de usufruir da Netflix.
A evolução do HMTL5 e sua popularização ajudaram a Netflix a se livrar de tecnologias proprietárias como o Flash e o Silverlight para entregar seu conteúdo, e a partir daí a plataforma pode oficializar sua chegada ao Linux sem ser por intermédio de gambiarras.

Finalmente, ontem a Netflix anunciou que é 100% compatível também com o Mozilla Firefox. Graças à adição do suporte à Extensão de Mídia Criptografada (EME, na sigla em inglês) no Linux, o navegador passou a ser capaz de reproduzir conteúdo protegido da Netflix.

Agradecendo a paciência e comemorando a conquista, a plataforma de vídeo agora mira para o futuro e espera trazer conteúdo Ultra HD e vídeos HDR para além do Microsoft Edge, que já conta com suporte a isso desde dezembro passado.

"Estamos planejando lançar vídeos em altíssima resolução em outras plataformas em breve", comentou a plataforma em um comunicado. "Também estamos planejando lançar vídeos HDR. (...) Estamos trabalhando com nossos parceiros para trazer esse suporte a outras plataformas ao longo do tempo".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falha grave no Bluetooth coloca bilhões de dispositivos em risco

Bancos de Dados Existentes

Tenha uma boa postura ao usar o computador