Globo e Record preparam-se para a briga

A Globo e a Record estão fazendo contas muito importantes neste momento: cada uma dessas emissoras tem um time trabalhando para fechar a proposta que farão para tentar levar os direitos de transmissão das Olimpíadas 2016.

O COI fixou a data de 14 de agosto para que as propostas sejam enviadas. No final do mês, representantes do COI vem ao Brasil exclusivamente para fornecer mais detalhes às duas concorrentes.

Espertamente, o COI antecipou o leilão: como há chances reais de o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas, decidiu que as ofertas terão que ser feitas antes de outubro, quando o mundo saberá qual foi a cidade escolhida. Assim, faturará mais.

Globo e Record prometem uma guerra de foice para levar a medalha de ouro.

Na Globo, a palavra de ordem é: "já perdemos os últimos eventos, esse será nosso custe o que custar". Ou seja, pela primeira vez, a Globo admite internamente pagar um valor acima do que poderia valer as Olimpíadas.

A Record levou Londres 2012 por 60 milhões de dólares (A Globo ofereceu 41 milhões de dólares). Isso significa que o valor agora será muito maior do que esse?

Talvez não: entre aquela disputa e essa há um fator chamado crise econômica.


Talvez sim: a Record já andou vazando que teria separado 100 milhões de dólares para subir mais alto no pódio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Falha grave no Bluetooth coloca bilhões de dispositivos em risco

Bancos de Dados Existentes

Tenha uma boa postura ao usar o computador