quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O que o Open Source pode fazer pelo seu negócio?

Licenças copyleft têm sido a escolha mais popular para novos projetos de código aberto. Mas, afinal, o que está por trás dessa tendência?

Na década 2000, a maioria das empresas usava licenças copyleft, em particular a GPLv2, para desenvolver projetos de código aberto. Nos últimos anos, no entanto, os desenvolvedores e as empresas parecem estar querendo sair da GPL em favor de licenças permissivas para projetos open source. Mas o que isso significa, o que está por trás disso, qual é o impacto na empresa e quais licenças a TI deve escolher para novos projetos? As respostas estão abaixo.

A GPL está registrando leve declínio. No ano passado, o blog 451 CAOS Theory apontava que o número de projeto usando a família GPL aumentou em termos reais. No entanto, o uso em porcentagem, caiu. De acordo com o blog, em 2008 a GPL tinha 70% das licenças do mercado. Em dezembro de 2011, 57%. Claramente, há uma tendência por licenças permissivas.

Mas, afinal, o que são as diferenças entre licenças permissivas e copyleft? Licenças copyleft buscam proteger os direitos do desenvolvedor e do usuário. Segundo a organização sem fins lucrativos Free Software Foundation, o GPL protege, basicamente, quatro liberdades...

Leia mais: http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2012/02/01/o-que-o-open-source-pode-fazer-pelo-seu-negocio/

Fonte: Computerworld

Nenhum comentário: