sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Brasil é maior consumidor de PCs do mundo

Estudo do IDC diz que vendas no País cresceram 20% no mercado doméstico atingindo 15,4 milhões em 2011, dos quais 55% foram notebooks e netbooks e 45%, desktops

Brasil é o terceiro maior mercado consumidor de computadores do mundo, atrás apenas da Índia e da China. A conclusão é da organização IDC, que divulgou um estudo sobre a venda de PCs no País. Segundo o estudo, foram vendidos 15,4 milhões de computadores no País em 2011.

Segundo o gerente de pesquisa da IDC Brasil, Luciano Grippa, o número representa 20% de crescimento em relação a 2010 no mercado doméstico. Já no segmento corporativo, o crescimento foi de 10% em relação ao mesmo período. O setor de governo e educação, no entanto, teve retração de 24%.

A tendência dos consumidores de buscarem por computadores portáteis ficou ainda mais evidenciada. Do total de equipamentos vendidos, 55% deles foram notebooks e netbooks...

Leia mais: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/tecnologia/noticia/2012/02/23/brasil-e-maior-consumidor-de-pcs-do-mundo-33250.php

Fonte: Jornal do Comércio

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Passo a Passo Como Criar um Blog

Os primeiros passos de como iniciar a criação de um blog. Nesta vídeo aula apenas os conceitos básicos. Estou trabalhando num vídeo com recursos mais avançados, para dar uma aparência mais profissional ao se blog. Deixe suas dúvidas no espaço para comentários.


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Em 2020, o computador terá desaparecido

Em em seu último dia, a Campus Party recebeu físico americano Michio Kaku, que fez previsões para os próximos 30 anos 

SÃO PAULO – Foram muitas previsões. Algumas com jeito de ficção científica, outras já possíveis de serem vislumbradas em um futuro próximo. Um mundo com lentes de contato tradutoras, lojas de órgãos humanos, robôs enfermeiros, computadores descartáveis e vasos sanitários inteligentes que diagnosticam câncer.

O responsável por todas essas previsões foi Michio Kaku, um dos grandes nomes da física teórica atual, que fez palestra neste sábado, 11, último dia da quinta edição da Campus Party Brasil.  Professor da Universidade de Nova York, autor de nove livros e um dos autores da Teoria do Campo das Cordas, é chamado de “o físico do impossível” e foi considerado pela New York Magazine uma das cem pessoas mais inteligentes de Nova York.

Em seu último livro, Physics of the Future, lançado ano passado, Kaku faz previsões de como a ciência mudará o o cotidiano das pessoas e o curso da humanidade em 100 anos. No palco principal da Campus Party, ele se restringiu a fazer projeções para os próximos trinta anos.

Segundo ele, nesse período uma nova onda do capitalismo deve surgir e ela será baseada em biotecnologia, nanotecnologia e telecomunicações. E essas áreas determinarão mudanças profundas na economia mundial, na saúde dos seres humanos, no consumo, no mercado de trabalho e, principalmemte, na forma como as pessoas interagem com as máquinas e com a internet.

Notícia completa: http://blogs.estadao.com.br/link/em-2020-o-computador-tera-desaparecido/

Fonte: Estadão

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O que o Open Source pode fazer pelo seu negócio?

Licenças copyleft têm sido a escolha mais popular para novos projetos de código aberto. Mas, afinal, o que está por trás dessa tendência?

Na década 2000, a maioria das empresas usava licenças copyleft, em particular a GPLv2, para desenvolver projetos de código aberto. Nos últimos anos, no entanto, os desenvolvedores e as empresas parecem estar querendo sair da GPL em favor de licenças permissivas para projetos open source. Mas o que isso significa, o que está por trás disso, qual é o impacto na empresa e quais licenças a TI deve escolher para novos projetos? As respostas estão abaixo.

A GPL está registrando leve declínio. No ano passado, o blog 451 CAOS Theory apontava que o número de projeto usando a família GPL aumentou em termos reais. No entanto, o uso em porcentagem, caiu. De acordo com o blog, em 2008 a GPL tinha 70% das licenças do mercado. Em dezembro de 2011, 57%. Claramente, há uma tendência por licenças permissivas.

Mas, afinal, o que são as diferenças entre licenças permissivas e copyleft? Licenças copyleft buscam proteger os direitos do desenvolvedor e do usuário. Segundo a organização sem fins lucrativos Free Software Foundation, o GPL protege, basicamente, quatro liberdades...

Leia mais: http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2012/02/01/o-que-o-open-source-pode-fazer-pelo-seu-negocio/

Fonte: Computerworld