segunda-feira, 10 de maio de 2010

Plano Nacional de Banda-Larga, internet veloz para as massas

O Governo Federal anunciou nesta última quarta-feira, dia 5 de maio de 2010, o Plano Nacional de Banda Larga – PNBL , o qual tem a meta de popularizar a internet banda-larga a 40 milhões de brasileiros até 2014, números bem otimistas em relação ao total encontrado hoje nos lares brasileiros em que, apenas 11,9 milhões contam com internet banda larga segundo o portal de notícias G1.

Um dos atrativos do PNBL é o preço cobrado pela velocidade de 512kbps, que ficará em R$ 15,00, preço bem aquém do que é cobrado, por exemplo, por uma conexão de 1Mbps, girando em torno de R$ 50,00, que proporcionalmente é bem mais caro do que o governo quer cobrar pela conexão do PNBL.

O Brasil, além de contar com uma péssima distribuição de internet banda-larga, ainda é detentor de um dos megabits mais caros do mundo (US$ 25,03 dólares), enquanto que a Coréia do Sul apresenta um dos mais baratos (US$ 0,35 dólares). Com o PNBL o Governo tenta fazer, com a internet, o que a iniciativa privada fez com a telefonia celular e não fez pela aquela e a medida que a internet banda-larga torne-se mais popular a tendência das demais velocidade é baixar ainda mais.

As operadoras de internet não ficaram nada contentes com a intromissão do Governo Federal, porém num universo de 192 milhões de habitantes havendo, apenas, quase 12 milhões com internet banda-larga está na cara que as operadoras falharam e o restante da população brasileira não pode esperar a boa vontade dessas empresas.

Fonte: www.forumpcs.com.br/noticia.php?b=266907

terça-feira, 4 de maio de 2010

Novo SO Ubuntu 10.04 para netbooks

Muitos usuários de sistemas como o Windows enxergam no Linux uma espécie de ser de outro planeta. E não dá para dizer que até bem pouco tempo atrás isso não era verdade. Hoje em dias, muitas tarefas complicadas são feitas de maneira tão simples como no sistema operacional da Microsoft.

Agora com o lançamento do Ubuntu 10.04. muita coisa ficou ainda melhor. Com novo visual, e muitos recursos novos como acesso a disco virtuais o SO do pinguim pode ser usado por qualquer usuário. A instalação de aplicativos ganhou uma espécie de loja virtual, centralizando o sistema de instalação e remoção de software. A vantagem é que os programas são todos gratuitos.

Há também uma loja de músicas online. Mas por enquanto ela não dispõe de muitos arquivos. O ponto negativo é a ausência do Gimp, popular software de edição de imagens similar ao Photoshop. Mas isso também não é um grande problema, pois ele pode ser baixado da internet.

Para quem tem um netbook que não dispõe de um leitor de CD ou DVD há a versão Netbook remix, que pode ser instalada através de um pen drive. Mais informações em www.ubuntu.com.